Escolha uma Página

Estamos aqui pra ajudar

Precisando de alguém de confiança e com experiência para cuidar da TI da sua empresa? Então você está no lugar certo. Utilize uns dos canais de comunicações abaixo e logo entraremos em contato. 

Endereço

Av. Arcampo Lt 23 Qd 03
Duque de Caxias, 25251-050

Telefones

Zap: (21) 99585-7755
Cel: (21) 96931-4264

Entre em Contato

Computação em Nuvem
Computação em nuvem (do inglês cloud computing) é um conceito que faz referência a uma tecnologia que permite o acesso a programas, arquivos e serviços por meio da internet, sem a necessidade de instalação de programas ou armazenamento de dados – daí vem a alusão a “nuvem”.

Com isso, os serviços podem ser acessados de maneira remota, de qualquer lugar do mundo e a qualquer hora.

Alguns exemplos de programas de computação em nuvem é o dropbox da microsoft e o google backup and Sync. Esses dois aplicativos funcionam igualmente, eles mantem os arquivos na nuvem porém criam uma cópia para edição localmente no seu dispositivo, e quando você altera ou exclui um arquivo localmente ele faz imediatamente esse processo nos arquivos na nuvem.

Uma das vantagens desses tipos de serviços em nuvem é que você pode acessa-los de qualquer lugar com acesso a internet.

Algusn usuários ficam receiosos de que hackers invadam os serviços nas nuvem e roubem seus dados, porém as grandes empresas como Google e Microsoft investem pesado em segurança contra ataques de hackers.

Segurança em TI
O que é a segurança em TI?
A segurança em TI tem um papel estratégico nas organizações, pois é ela a responsável pelos processos de proteção de toda a estrutura da tecnologia de uma empresa, como:

* bancos de dados;
* servidores;
* provedores;
* computadores e notebooks;
* data centers;
* serviços de proteção de dados, entre outros.

Todos os itens citados fazem parte da segurança de TI de uma organização e são essenciais para o bom funcionamento do seu negócio.

Como implementar a segurança em TI?
Política de Segurança de TI
A implementação da segurança em TI deve começar pela criação de uma Política de Segurança com objetivos bem claros: estabelecer regras para todos os colaboradores que utilizam os recursos tecnológicos da empresa.

Por meio das regras previstas no documento — acessível a todos os funcionários — a Política de Segurança de TI promoverá garantias de que a Confidencialidade, a Integridade e a Disponibilidade, também conhecida como tríade CID, serão preservadas.

Com a política em prática, os colaboradores terão o dever de aplicar todos os princípios citados:

Confidencialidade: é a proteção dos ativos, seguindo a ideia de que indivíduos não autorizados devem ser incapazes de obter acesso;
Integridade: atesta que qualquer modificação ou atualização só pode ser feita mediante autorização;
Disponibilidade: assegura a preservação do sistema e de seus recursos para que pessoas autorizadas tenham o acesso contínuo aos ativos.
Para que as equipes consigam cumprir suas novas responsabilidades, é necessária a aplicação de treinamentos, avaliações periódicas e máxima atenção em orientar sobre cada atualização.

Vale salientar que o documento não deve se manter intacto e inalterável. A tendência é que a empresa evolua e, com isso, haverá a necessidade de atualizar os termos para que a Política de Segurança de TI se mantenha nos conformes com a realidade.

Investimento em soluções de segurança
A partir do momento em que a política de segurança é aplicada, o próximo passo é a implementação de soluções robustas para proteger os servidores — que jamais devem estar vulneráveis.

Uma maneira de contribuir para que o CID seja adotado pelos colaboradores é o monitoramento e a implantação de um firewall.

Por meio do monitoramento é possível, por exemplo, identificar falhas e insistentes tentativas de login, o que pode se configurar em um ataque ou solicitação de acesso indevido.

O firewall, por sua vez, possibilita à empresa ter controle sobre o acesso e verificar em tempo real todas as portas, além de conceder diferentes privilégios e restrições para cada empregado.

Investir em um programa antivírus corporativo também é uma medida capaz de fornecer a segurança em TI que a sua empresa precisa, impedindo que ataques por DDoS venham a ameaçar o seu negócio.

Manutenção de computadores
Contar com uma empresa com profissionais capacitados e atenciosos, faz toda diferença. Não decepcionamos nossos clientes.

PC Desktops e All-in-one
Para que a vida útil do ativo de sua empresa possa ter uma durabilidade maior, fazer manutenção preventiva e corretiva é fundamental, tanto manuntenção de softwhere quanto hardwhere. Manter o sistema operacional atualizado e seguro, instalar e atualizar softwheres para manter a segurança dos computadores, realizar upgrade e troca de peças é fundamental.

Notebooks
Muitas empresas tem optado por utilização de notebooks nos ambiêntes empresariais, devido a sua mobilidade e preços baixos. Os notebooks necessitam de manutenção assim como os PC’s e All-in-one, e muitas vezes geram mais manutenção do que os desktops, se o cliente não comprar o modelo correto para se utilizar em uma empresa onde o tempo do computador ligado é maior, pode influenciar nos desgastes das peças onde muitas vezes ocasiona as lentidões, travamentos desligamentos inesperados e etc.

Rede Estruturada
A rede estruturada é constantemente utilizada em empresas, principalmente de médio a grande porte, pois possuem um grande número de dados a serem compartilhados, sistematicamente. Dessa forma, é necessário que a rede de computadores da empresa esteja em sincronia e consiga se comunicar sem perda de dados, além de suportar um grande número de informações. Para isso é montada a rede estruturada que, além de conectar dois ou mais computadores entre si, envolve componentes como cabo (de cobre ou fibra ótica), switch, hub, roteador, patch panel, etc.

Portanto, a rede estruturada organiza todo o cabeamento (voz, dados e imagem ou quaisquer outros sistemas de baixa corrente) existente no local, oferendo suporte para futuras instalações e tecnologia e a qualquer equipamento de telecomunicações. Com objetivo de garantir a todos os usuários uma sistematização adequada e facilidade ao processo de funcionamento da empresa, bem como o fluxo de informação

Backup dos Dados
Implementamos rotinas de backup diário ou semanal dos dados da empresa, local ou na nuvem, de acordo com a necessidade do cliente é fundamental.

Costumamos dizer que perder um dispositivo (Computador, celular, tablet) é ruim, porem perder os dados é muito pior. Pois dispositivos você pode comprar outro, agora os dados se não tiver um backup já era. Então melhor coisa a fazer e ter um backup seguro dos seus dados, seja local ou na nuvem.

Cibersegurança
Cibersegurança é a prática que protege computadores e servidores, dispositivos móveis, sistemas eletrônicos, redes e dados de ataques maliciosos. Também é chamada de segurança de tecnologia da informação ou segurança de informações eletrônicas. O termo é muito abrangente e se aplica a tudo o que se refere a segurança de computadores, recuperação de desastres e conscientização do usuário final.

As ameaças contidas pela cibersegurança assumem três formas: Crime virtual, que inclui agentes individuais ou grupos que atacam sistemas para obter ganhos financeiros; Guerra cibernética, que costuma envolver coleta de informações e tem motivação política e Terror virtual, que tem como objetivo minar sistemas eletrônicos e causar pânico ou medo. Entre os métodos comuns usados pelos invasores para controlar computadores ou redes estão os vírus, worms, spyware e cavalos de Troia. Os vírus e worms são capazes de se replicar e danificar arquivos ou sistemas, enquanto o spyware e os cavalos de Troia são usados para coletar dados clandestinamente. Normalmente, o usuário comum tem contato com o código malicioso por meio de algum anexo de e-mail não solicitado ou pelo download de programas que parecem legítimos, mas que carregam malware.

Proteção do usuário final
Como as medidas de cibersegurança podem proteger os usuários e sistemas?

Primeiro, a cibersegurança conta com protocolos de criptografia usados para codificar e-mails, arquivos e outros dados importantes. Ela não apenas protege as informações transmitidas, mas também evita que sejam perdidas ou roubadas. Além disso, o software de segurança do usuário procura códigos maliciosos nos computadores, que depois são colocados em quarentena e removidos da máquina. Nos casos mais extremos, como de infecção do setor de inicialização, esses sistemas conseguem limpar completamente o computador.